Contaminação das águas subterrâneas

Só conhecemos um pequeno pedaço da estrutura de um posto de gasolina. Embaixo da parte que temos acesso, estão tanques subterrâneos cheios de subprodutos de petróleo. Alguns tanques estão em uso há mais de uma década.

O tempo corrói os tanques e a infiltração de combustíveis contaminam o solo e as águas subterrâneas, causando grande impacto à saúde pública e ambiental.

Às vezes, erros na instalação podem causar vazamentos subterrâneos já na inauguração. Nos postos antigos, a manutenção é necessária com regularidade e frequência para atualizar as medidas de segurança. Também é essencial mais controle e fiscalização do governo.

O dono do posto pode perceber se a quantidade de litros vendida na bomba é a mesma que foi comprada para abastecer o tanque subterrâneo e levantar um alerta. Acontece que donos de postos e distribuidoras de combustível conversam entre si sobre a possibilidade de vazamento para encontrar soluções. As autoridades locais ficam de fora, o público desinformado.

Precisamos, com urgência, aprimorar as normas e legislações de controle e prevenção de vazamentos de tanques subterrâneos de combustíveis. Para que isso aconteça e políticas públicas voltadas ao planejamento ambiental ganhem força, precisamos trazer para debate todos esses problemas relacionados ao petróleo, da exploração aos postos de combustíveis à queima.

Saiba mais:


“Environmental diagnosis of risk areas related to gas stations” – Scielo: http://bit.ly/2XzBAlc
Controle de vazamentos em postos de combustíveis – Águas Subterrâneas ABAS: https://bit.ly/3bsXcYG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.