Manguezais para enfrentar eventos extremos na região costeira

ÁREAS ÚMIDAS – Além da rica biodiversidade deste ecossistema costeiro de transição entre os ambientes terrestre e marinho, a cobertura vegetal dos manguezais ajuda a reduzir a força das grandes ondas. Mangue beat! 

Dessa forma, os mangues, pântanos e recifes funcionam como protetores da zona costeira, absorvendo impactos e reduzindo a intensidade das ressacas marítimas, tempestades com ventos fortes, ciclones e tsunamis.

Essas áreas também funcionam como esponjas, absorvendo o excesso de água e armazenando chuva. Dessa forma, também reduzem as inundações nas comunidades costeiras.

“Cada hectare de mangue e pântano costeiro vale até 15 mil dólares por ano em serviços de proteção contra desastres”. 

No Brasil, existem cerca de 25 mil km2 de florestas de mangue, que representam mais de 12% dos manguezais do mundo inteiro.

Saiba mais:

Áreas Úmidas: Chave para enfrentar a mudança do clima:  https://bit.ly/3u9Eu0Q

Áreas Úmidas reduzem impacto das grandes ondas: https://bit.ly/3NAREL0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.