Lobo-guará na Amazônia?

O lobo-guará, símbolo do Cerrado, sempre foi limitado geograficamente pelas fronteiras da floresta amazônica. Acontece que com o avanço criminoso da pecuária Amazônia adentro, o lobo-guará começou a ser visto nas áreas desmatadas e isso pode indicar que o processo de savanização do bioma (quando a floresta perde a capacidade de se recuperar) já começou . 

O estudo “Expansão da área de ocorrência do lobo-guará no bioma amazônico”,  realizado por pesquisadores da Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat) e do Instituto de Pesquisas da Amazônia (INPA), mostra duas causas para o que está acontecendo: 
1) perda de habitat no cerrado (foram destruídos 28,5 milhões de hectares de vegetação nativa entre 1985 e 2019);
2) processo de savanização da Amazônia, pelo desmatamento e criação de pasto.

O climatologista Antonio Donato Nobre há anos alerta sobre esse risco de não-retorno da floresta: “As florestas remanescentes na porção leste da Amazônia, locus do pior desmatamento no chamado arco do fogo, já apresentam sintomas de haverem cruzado o tipping point clima-vegetação, com áreas imensas mostrando o processo de savanização. Estamos no início do processo, que se acelera devido ao avanço do desmatamento e da degradação florestal.”

Saiba mais:

Expansão da área de ocorrência do lobo-guará no bioma amazônico – Revista UFRJ: https://bit.ly/3Ehpgt0
“Processo de savanização da Amazônia já começou” – DW: https://p.dw.com/p/3ykwV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *