Mais de 680 mil mortes por Covid-19

“Não vai ser uma gripezinha que vai me derrubar”. – Será? Estudo publicado na revista científica The Lancet mostra o quanto o governo brasileiro conduziu mal a gestão da pandemia de Covid-19 no país. O número de mortes para cada 100 mil habitantes foi muito maior que a média global: enquanto a média global foi de 194 mortos para cada 100 mil habitantes, no Brasil, a pandemia matou 332 pessoas a cada 100 mil habitantes. Impossível ler esses números e não lembrar das falas de Bolsonaro: “Eu não sou coveiro” ou “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê?”

No ano passado, outros estudos também mostravam como o governo Bolsonaro não soube conduzir a pandemia no país. O instituto australiano Lowy, com sede em Sidney, abordou a reposta à crise em 98 países e chegou a conclusão que o Brasil teve a pior gestão do mundo.

São estudos internacionais. No país, no ano passado acompanhamos a CPI da Covid que mostrou o escândalo da vacina, com estarrecedora negociação envolvendo a alta cúpula do governo pelo triplo do preço de mercado para repasse de propina; também aprendemos que a fabricante de ivermectina faturou mais de 450 milhões com a venda do falso tratamento, tendo um crescimento de 600% no consumo estimulado pelo governo federal e propaganda do próprio presidente. A vida dos brasileiros estava em jogo e isso é suficiente para causar indignação coletiva. Que todos os envolvidos e responsáveis pela tragédia no país sejam punidos: quadrilha de venda de vacinas, fabricantes de tratamento falso e alto escalão do governo federal que propagou mensagens atrapalhando os esforços para conter a disseminação descontrolada do vírus.

Saiba mais:


Estudo quantifica a tragédia causada por Bolsonaro na pandemia de Covid-19 no Brasil – Estadão, junho22: https://bit.ly/3QxVkzf
Brasil fez a pior gestão do mundo na pandemia, diz estudo – DW: https://bit.ly/3SzAjG5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.