Os principais rios do Nordeste

Os principais rios do Nordeste, do Maranhão à Bahia.

PA|MA – O rio Gurupi marca a divisa entre o estado do Maranhão e do Pará, com muitas cachoeiras. A bacia do Gurupi já foi bastante devastada pelo desmatamento e também é afetada pelas indústrias de ferro, pecuária, plantio de eucalipto e garimpo (na foz). 

MA – O rio Mearim nasce no sul do Maranhão a 650 metros de altitude e é a maior bacia do estado, passando por 83 municípios. No centro da bacia predomina a Mata dos Cocais. Na baixada, na região do Golfão Maranhense, dando origem a extensos lagos interligados Mearim e na foz apresenta a maior área contínua de mangues do país.

MA|PI – O rio Parnaíba marca a divisa entre o estado do Piauí e do Maranhão e é o maior rio nordestino, banhando 22 municípios maranhenses e 20 do Piauí. Sua foz forma um delta em mar aberto. O Paranaíba tem importante papel socioeconômico e, além de ser navegável em toda sua extensão, é fonte de abastecimento, de pesca, de produção de energia. 

CE – O rio Acaraú banha 18 municípios cearenses antes de desaguar no mar, em Acaraú. Os mais importantes açudes cearenses são construídos na sua bacia. Com o desmatamento e falta de proteção de suas matas ciliares, o rio sofre acelerado processo de erosão. O rio Jaguaribe guarda dois importantes açudes do estado.

RN – O rio Potengi é o principal curso d’água do Rio Grande do Norte, nasce na Serra de Santana, no município de Serro Corá, percorrendo mais de 120 km até desembocar no Oceano Atlântico, na cidade de Natal. Serviu como principal fonte de abastecimento para alguns municípios do estado, mas hoje está muito poluído. A carcinicultura causa grave impacto ambiental e social no seu estuário. 

PB – O rio Paraíba banha dezenas de municípios paraibanos e em sua bacia foram feitos importantes açudes públicos usados no abastecimento humano e animal. A degradação e poluição do rio são preocupantes. 

PE – O rio Capibaribe é lindo, tem relevância estratégica para o sertão, mas está extremamente poluído. O Capibaribe banha 42 municípios pernambucanos e faz confluência com o rio Beberibe antes de desaguar no oceano Atlântico.

MG-BA-SE|AL – O rio São Francisco banha 521 municípios, nascendo na serra da Canastra (MG), atravessando o estado da Bahia e marcando a divisa entre Sergipe e Alagoas até desaguar no oceano. A transposição de parte das águas do Velho Chico afetou intensamente o ecossistema, sem resolver o problema da seca do semiárido.

BA – A bacia do Paraguaçu banha vários municípios do semiárido da Bahia e o rio Paraguaçu desemboca na região metropolitana de Salvador. Além da poluição, o rio sofre com desmatamento de suas matas ciliares e assoreamento. A bacia do rio das Contas fica inteiramente no estado baiano e banha 86 municípios. Também está extremamente poluído e pedindo socorro. O rio Jequitinhonha nasce em Minas e deságua no oceano Atlântico, em Belmonte. Apesar da degradação do rio Jequitinhonha, suas águas ainda servem para múltiplos usos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.