Fármacos na água

A maior parte dos remédios tomados por humanos e animais é excretada na urina que vai parar nos córregos, nos rios, nos lagos, nas águas subterrâneas e nas Estações de Tratamento (ETAs). Mesmo nos países mais desenvolvidos, não há ainda um meio para filtrar ou neutralizar essas moléculas de remédios, hormônios e pesticidas. O problema é antigo e já é conhecido das companhias farmacêuticas e de saneamento. 

Essa semana foi divulgado o estudo “Pharmaceutical pollution of the world’s rivers”, realizado em 258 rios de 104 países, apontando a presença de medicamentos para epilepsia, diabetes e uma série de antibióticos nas águas. Mais de um quarto desses rios estavam contaminados com drogas em nível acima do considerado seguro para seres aquáticos. Uma década atrás, estudos confirmavam a presença de analgésicos, antibióticos, anticoncepcionais e antidepressivos na água da torneira de 24 grandes cidades americanas. 

Além dos medicamentos legais e ilegais usados pela população, a indústria pecuária também usa muitos produtos farmacêuticos que vão parar na água. Ainda é incerto o efeito de todos esses resíduos na saúde humana, principalmente entre as populações mais vulneráveis sem saneamento básico. O que já é certeza, e com muitas evidências, é o efeito prejudicial à vida selvagem, especialmente para peixes, anfíbios e outros animais que se alimentam deles.

O QUE PODEMOS FAZER?

A primeira coisa é não jogar remédio fora nem na privada, nem no lixo. Farmácias e unidades de saúde podem fazer essa coleta. De toda forma, se não há posto de coleta de medicamentos perto de sua casa, a melhor maneira de jogá-los fora é queimar o que não for usar.

Saiba mais:

Contaminação de rios por remédios ameaça saúde mundial, diz estudo – UOL/BBC: https://bit.ly/3jhujRG

Pharmaceutical pollution of the world’s rivers – PNAS: https://www.pnas.org/doi/10.1073/pnas.2113947119

Fármacos na água: quão potável é a água que sai das nossas torneiras? – UFRGS: https://bit.ly/33XTfHy

Drugs in the water – Harvard Health Publishing: https://bit.ly/30RoPF6

Pharmaceuticals in Water – USGS Science: https://on.doi.gov/31SZDgR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *