Flores e insetos: conhecimento ancestral

Flores silvestres coloridas e brilhantes podem reduzir o uso de pesticidas no campo. Em 2012, o Centro para Ecologia e Hidrologia (CEH) do Reino Unido começou um estudo em 15 grandes fazendas aráveis ​​na Inglaterra com o objetivo de aumentar a quantidade de predadores naturais e reduzir o volume de pesticidas pulverizados.

Usaram diversas espécies de flores silvestres de lá, como a margarida de boi, trevo vermelho, cenoura selvagem, entre outras.  Foram criadas faixas de 6m de largura no meio dos campos de cultivo dessas fazendas – antes, flores silvestres só eram encontradas ao redor das fazendas.

Testes semelhantes também estão em andamento na Suíça, usando flores como centáureas, coentro, trigo sarraceno, papoula e endro. 

Saiba mais:

Stripes of wildflowers across farm fields could cut pesticide spraying – The Guardian: https://bit.ly/3L7C4oN

Agricultores voltam ao método antigo: plantam flores silvestres para controlar pragas e substituir o uso de veneno – Revista Prosa Verso e Arte: https://bit.ly/3FzK8NZ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *