CSS | BECCS – soluções fictícias para capturar o carbono

Os Grande Poluidores vão apresentar uma peça de teatro durante a COP-26 com o objetivo de receber carta branca para continuarem poluindo como de costume. Na peça, apresentarão duas soluções fictícias para capturar o carbono da atmosfera que são inviáveis em grande escala.

A primeira delas é um processo desenvolvido pela indústria de petróleo para atingir reservas profundas. Sob o novo nome de “Captura e Armazenamento de Carbono” (CSS, sigla em inglês), tentam retratar a tecnologia como um benefício para o clima quando, de fato, é uma velha conhecida usada para explorar mais óleo, podendo aumentar em até 40 por cento o consumo de combustíveis fósseis.

A segunda tecnologia é a Bioenergia e Captura de Carbono e Armazenamento (sigla BECCS, em inglês), que é uma combinação da queima de biomassa, como árvores, para produzir energia e, em seguida, simultaneamente sugar as emissões do ar e de alguma forma armazená-las no subsolo com processos de Captura de Carbono e Armazenamento (CCS).

As duas fantasiosas tecnologias não são viáveis energética nem ecologicamente falando. Também são uma ameaça aos direitos humanos, à justiça ambiental e à segurança alimentar, dada a quantidade de terra que seria necessária para cultivar biomassa suficiente para queimar, bem como o material particulado e poluição prejudicial da combustão de biomassa para produzir energia.

Saiba mais:


Relatório “A Grande Trapaça”: https://bit.ly/3gMtrV6
“NOT Zero: Como as metas ‘net zero’ disfarçam a inércia climática”, em https://bit.ly/3ueSMu1
“Em busca de Unicórnios de Carbono: O embuste dos mercados de carbono e ‘net zero'”, em https://bit.ly/34fpW2f
“Venham todos! O Circo Net Zero está chegando a uma floresta perto de você”, em https://bit.ly/3oMjfhs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.